NAPAS

 

O Núcleo de Pesquisa em Artes, Performances e Simbolismos - NAPAS, é um grupo de pesquisas de antropologia e etnologia indígena que se propõe a articular experiências etnográficas distintas situadas entre grupos afro-brasileiros e ameríndios. Propõem-se a desenvolver estudos aprofundados sobre as formas expressivas (arte gráfica, música, narrativas e dança) em suas conexões cosmológicas, políticas e práticas de sentido que engendram regimes de conhecimentos ético-estético que possam elucidar e contribuir, assim, para o debate antropológico contemporâneo da arte como forma de socialibidade.

 

O NAPAS representa o Comitê do INCT- Instituto Brasil Plural (IBP) na UFMT. O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – INCT/CNPQ/CAPES/MCTI.

PROJETO: INCT BRASIL PLURAL.  Coordenadora: Esther Jean Langdon (UFSC), Vice-Coordenadora: Sônia Weidner Maluf (UFSC)

COMITÊ GESTOR: Esther Jean Langdon (UFSC) –  Doutora – Pesquisadora PQ 1-B Sônia Weidner Maluf (UFSC) – Doutora - Pesquisadora PQ – 1-D Deise Lucy Montardo (UFAM) - Doutora Eliana Diehl (UFSC) - Doutora Luiza Garnelo (Fiocruz/AM) – Doutora – Pesquisadora PQ – 1D Sônia Lourenço (UFMT) - Doutora.  INSTITUIÇÃO SEDE:  Universidade Federal de Santa Catarina.

 

O Instituto tem como missão abrigar diferentes campos e especialidades da antropologia, com o fim de desenvolver um sólido programa de pesquisas, ações educacionais e de intervenção, no âmbito de vários segmentos da população brasileira. Este largo programa de pesquisas se valerá de diferentes estratégias metodológicas, de vários campos da antropologia contemporânea e áreas afins, promovendo atividades que possam estabelecer e consolidar uma prática de pesquisa em rede, aglutinando pesquisadores, laboratórios, núcleos e pesquisadores de diferentes regiões e, a médio e longo prazo, se constituir em um verdadeiro pólo de pesquisas, formação e ações sobre e nas regiões pesquisadas. O Instituto é resultado de um esforço conjunto entre vários campos e especialidades da antropologia, para delinear e rediscutir uma outra imagem sociocultural e ambiental do Brasil. Nosso principal objetivo é desenvolver um programa comparativo de pesquisas que permita sustentar, por um lado, a produção de conhecimento e atividades de formação avançada, favorecendo uma visão mais ampla e articulada da realidade brasileira e, por outro lado, um conjunto de ações de divulgação e extensão, de subsídios para ações de intervenção e de políticas públicas. Em termos sintéticos, os objetivos do Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural são de três tipos, de acordo com as diretrizes do edital para os Institutos Nacionais de Pesquisa.

 

 

 

Universidade Federal de Mato Grosso 
Departamento de Antropologia - DAN/UFMT

Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social/UFMT

 

Coordenadora: Profª. Drª. Sonia Regina Lourenço

E-mail: napasufmt@gmail.com
 

Contato:

(65) 98112-5665